Hoje é comemorado mundialmente o Blog Day, ou Dia do Blog. Por isso, quero trocar uma ideia com você, que produz conteúdo na internet.

Antigamente, ser blogueira nada mais era do que ter um espacinho virtual onde eram compartilhados sonhos, gostos, confidências e outras amenidades, regados a muito GIF de glitter e cursor customizado. Mas o tempo passou e todos amadurecemos e nossos blogs amadureceram junto com a gente.

Em meio a isso, o acesso à tecnologia e à internet foram cada vez mais facilitados. De repente, todo mundo tinha um smartphone na mão, capaz de viajar por esse mundo virtual com a possibilidade de apenas alguns toques. Como consequência, veio aquilo que, pra mim, é uma das melhores coisas que tudo isso poderia trazer: informação. Ela está aí, à disposição de quem quiser absorvê-la.

blog day

Acredito que esse foi um fator crucial para que os blogs de antigamente descobrissem novas oportunidades, sobretudo profissionais. Quase todas blogueiras old school que eu conheço deixaram de ver seus blogs como meras vitrines virtuais de sentimentos e os transformaram em negócio, seja através de comércio online ou, numa abordagem bem mais atual, trabalhando como influenciadoras digitais.

Eu mesma aprendi muita coisa para estar aqui. Aprendi como fazer mas, principalmente, como não fazer. E se você, blogueira, pretende usar seu blog como maneira de ganhar a vida, sinto em dizer, mas você também precisa aprender muito o que não fazer.

blog day

E já que hoje é o Blog Day, vou dar um baita presentão: informação de qualidade, assim de mão beijada, em forma de quatro dicas sobre o que você não pode fazer enquanto blogueira.

1. Escrever errado: parece piada, mas o que tem de blogueira por aí que escreve errado é de enfiar uma faca no coração. Muitas pessoas vão se inspirar no que você diz; por isso, diga da maneira correta. Se tiver dúvidas, peça para alguém mais experiente revisar seu texto antes de publicá-lo. Isso passa muita seriedade no que você faz e, convenhamos, se você tem um blog é porque gosta de escrever, certo?

2. Ser imatura perante as empresas: pesquise muito bem sobre uma empresa antes de pedir uma parceria, e aqui não me refiro apenas à reputação dela, mas ao produto que ela oferece. Já vi casos em que a blogueira foi solicitando parceria com várias lojas, achando que nenhuma delas iria responder. Só que várias responderam e ela ficou sem saber o que fazer porque não teria nem onde armazenar tanta coisa dentro de casa. Qual é a empresa que vai querer se associar a uma pessoa com uma postura tão infantil? Se seu blog é seu trabalho, aja profissionalmente.

3Implorar parcerias: eu entendo que ter um bom relacionamento com as marcas é importante para dar credibilidade ao seu público, mas não corra atrás de uma parceria só para “ganhar presentinho”. Essa não é sua função e pior, você vai ficar com fama de interesseira. Evite também fazer isso nas redes sociais de maneira pública. Todo mundo está de olho no que você faz por lá e misturar pessoal com profissional nunca é uma boa ideia.

4. Ver outras blogueiras como concorrentes: na internet, existe espaço suficiente para que todos aqueles que fazem um bom trabalho se destaquem. Captou? Se você é boa no que faz, não precisa ter medo dos outros. E se você realmente ama ser blogueira, vai descobrir que, ao invés de concorrentes, elas podem ser suas amigas.

Isso, inclusive, é outro presente que a blogosfera me proporcionou. Enquanto leitora, eu sempre via esse tipo de frase em blogs que costumava acessar e achava que era um baita clichê. Agora que estou aqui do outro lado, posso afirmar sem sombra de dúvidas: é impressionante como a gente se apega umas às outras! Fiz muitas amigas por causa do meu blog; muitas dessas amizades já saíram do virtual.

blog day

Realmente, é muito gostoso blogar por profissão. Tem percalços? Claro que tem, como em qualquer outro contexto profissional. E tem aqueles dias em que você está completamente sem ideia, sem vontade de escrever, querendo jogar tudo pro alto. Mas no fim das contas, lembre-se aonde você chegou e de como foi difícil trilhar todo aquele caminho.

Se você quer começar um blog agora para trabalhar, minha dica nesse Blog Day é que você pense muito bem antes. Você vai precisar de MUITO tempo para se dedicar a ele, provavelmente TODO seu tempo. Quando começar, não pare mais, porque tudo que você já tiver feito pode se perder caso você não possa se dedicar a ele. A informação é dinâmica e até instantânea; ninguém quer ficar em um blog cuja matéria mais recente é de seis meses atrás.

blog day

Por fim, quero agradecer a todo mundo que dedicou seu tempo para ler esse texto até aqui; a meus leitores, que são a base da existência do Simplichique; à minha família, que sempre me apoia nessa empreitada; às marcas parceiras, que acreditam em mim e valorizam meu trabalho. E aos amigos queridos que a blogosfera me trouxe. Pra minha sorte, são muitos. Adoro todos vocês!

Feliz Blog Day!

* Todas as imagens desse post são livres de direitos autorais e, por isso, podem ser usadas sem os devidos créditos.


Siga o Simplichique nas redes sociais:simplichique

Compartilhe: