Muitos de vocês já sabem que eu trabalho em estilo home office e que também sou eu que cuido das tarefas domésticas, já que não tenho empregada nem diarista. E acredite, a vida de uma pessoa que é arquiteta, blogueira, youtuber e dona de casa, tudo ao mesmo tempo, não é fácil. Até descobrir como eu poderia dar conta disso foi um longo processo, cheio de falhas pelo caminho.

tarefas domésticas

Como sei que boa parte da parcela de leitores do meu blog também se dedica às tarefas domésticas como eu, resolvi compartilhar algumas dicas que ajudam a manter meu apê organizado e limpo com o passar do tempo. E se você também tiver outras dicas que não estarão nesse texto, escreva lá embaixo, no campo dos comentários, para que a gente possa trocar mais experiências e ajudar outras pessoas.

1. ESTABELEÇA PRIORIDADES PARA AS TAREFAS DOMÉSTICAS

Como eu exerço muitas atividades diferentes ao longo do dia, sei que é impossível dedicar um dia inteiro apenas para cuidar da casa. Então, eu procuro ver quais são as tarefas domésticas que demandam mais tempo e quais são mais rápidas. Depois de fazer essa “triagem” de compromissos, concilio com minhas outras atividades do dia.

tarefas domésticas

Por exemplo: dia de segunda, eu preciso escrever para o blog e prefiro fazer isso sempre pela manhã, para aproveitar que a mente está descansada. Quais tarefas domésticas podem ser encaixadas nesse dia? Então, minha segunda fica assim: de manhã, escrevo pro blog; assim que termino, vou fazer almoço (e aqui, já faço em quantidade para, pelo menos, uns 3 dias); de tarde, passo aspirador na casa e à noite, trabalho no computador.

Veja do que sua casa está precisando primeiro, estabeleça prioridades. Em que dia da semana você poderia fazer o que demora mais? E assim, vá distribuindo ao longo da semana, conciliando com seus outros compromissos.

2. TENHA UMA ROTINA E SIGA À RISCA

Depois de ter feito o planejamento da dica anterior, monte uma planilha com essa distribuição de tarefas e siga aquilo à risca, todo dia. É óbvio que imprevistos acontecem, só que quanto mais fiel você for ao seu planejamento, maiores as chances de você contornar o inesperado.

Criar uma rotina é fundamental para você desenvolver um hábito. Depois que o hábito é estabelecido, você passa a fazer as coisas sem nem perceber. Quer ver um exemplo? Logo que levantar, antes de fazer qualquer coisa, arrume sua cama e faça isso diariamente. De tanto você seguir essa rotina, um dia, quando você deixar de fazer isso, vai achar estranho, tendo aquela sensação de que está esquecendo alguma coisa.

Importante: anote tudo. Nunca confie só na sua memória, por melhor que seja. Quando você tem suas anotações sempre por perto, você está visualizando como deve ser sua rotina e isso vai ficar no seu subconsciente. Quem é assinante da newsletter do blog, semana passada recebeu gratuitamente um planner semanal exclusivo, para imprimir e ajudar a não se esquecer dos principais afazeres.

3. NÃO TENHA DÓ DE INVESTIR GRANA

Quando a gente sabe que não vai dar conta, investir em equipamentos que ajudam a manter a casa limpa pode ser uma solução. Posso afirmar com toda a certeza do mundo de que a melhor compra da minha vida foi um robô aspirador. Foi caro? Foi. Mas valeu cada centavo investido, porque enquanto ele tá limpando, passando pano e esterilizando o chão do meu apê, eu já estou fazendo alguma outra coisa e assim, meu dia rende mais.

Fiz uma resenha em vídeo e contei tudo sobre ele, incluindo aspectos positivos e negativos. Vou deixar aqui como sugestão para você decidir se vale a pena adquirir um ou não.

 

Mesma coisa com minha lava-louças. Sempre achei que ter uma era uma frescura – até ter uma mesmo. Ela faz por mim uma das tarefas domésticas mais chatas e eu não preciso mais perder tempo lavando a louça. Sem falar que as lava-louças economizam até 80% de água, em média, em relação à lavagem manual, então é um investimento que também vale super a pena. Como na minha cozinha não tinha espaço, uso a minha em cima da máquina de lavar, na área de serviço.

Não tenha dó de adquirir aparelhos que você sabe que serão úteis. É mais que uma compra; é um investimento que você faz para ter mais qualidade de vida. Eu fui juntando aos poucos para ter essas maravilhas na minha vida e o único arrependimento que tenho é de não ter comprado essas coisas antes.

4. ESTUDE SOBRE TAREFAS DOMÉSTICAS

Essa dica parece estranha à primeira vista; como assim eu preciso estudar para cuidar das tarefas domésticas? Pois é, ninguém nasce sabendo e não faz vergonha nenhuma estudar para aprender a arrumar a casa. Só cuidado com a fonte de onde você quer adquirir esse conhecimento.

A internet está cheia de informação, mas sempre é bom correr atrás da veracidade delas, especialmente sobre limpeza, para não danificar seus equipamentos. Eu mesma já vi muita gente ensinando a limpar eletrodomésticos de cor branca com vinagre, inclusive nas partes plásticas. Só que o vinagre amarela aquele acabamento com o passar do tempo, então é bom checar antes se aquilo realmente funciona – ou testar num cantinho, por sua conta e risco. Por isso, vou deixar dois livros aqui como referência de leitura, que me ajudaram muito.

tarefas domésticas

O primeiro é um sucesso de vendas, quase uma bíblia da organização: A Mágica da Arrumação, de Marie Kondo. Algumas coisas nele eu não curti, como a sugestão de conversar com suas roupas enquanto você tá fazendo aquela limpa no seu closet (me senti muito idiota fazendo isso, inclusive), mas o livro é cheio de técnicas que realmente funcionam para manter a casa organizada por muito tempo.

O segundo é de uma pessoa muito querida, a quem tive o prazer de conhecer pessoalmente e ganhar um autógrafo personalizado: a Flávia Ferrari, que lançou um livro cheio de dicas práticas para o dia a dia. O livro é de consulta, ou seja, não precisa ser lido na ordem e traz, inclusive, checklists para você baixar por código QR que ajudam a otimizar as tarefas domésticas.

tarefas domésticas

5. NUNCA POSTERGUE

Pequenos desvios na rotina podem acumular e se transformar numa bola de neve depois. Para evitar ter trabalho dobrado, assim que tirar alguma coisa do lugar, guarde de volta. Terminou de tomar seu cafezinho depois do almoço? Lave e guarde a xícara. Encheu a lata de lixo? Leve para fora na mesma hora.

Aprendi que quando a gente assume a famosa postura do “depois eu faço”, a gente nunca faz; seja porque esquece, por preguicinha, ou porque aparece algo inesperado. Melhor se livrar daquela bagunça extra enquanto você está vendo que o precisa ser feito. Isso também ajuda a desenvolver o hábito de sempre resolver as coisas na hora e nunca postergar.

tarefas domésticas

Se você mora com mais alguém, é importante passar essa lição para elas também. Não adianta você fazer sua parte e vir outra pessoa desfazer o que você fez, não é verdade? Meu marido é mestre nisso mas, infelizmente, não tem jeito, todo mundo precisa cooperar para manter a casa organizada sempre.

Além dessas, eu já escrevi outro post com algumas dicas práticas que faço por aqui e que deixam meu apê sempre arrumadinho. É uma boa leitura complementar para esse texto.

Se você souber de mais algum truque bacana que ajude a manter a casa organizada por mais tempo, comente aqui embaixo! E espalhe esse post pelas redes sociais também, para que outras pessoas possam ter acesso a essas dicas.


Observação: todas as imagens não creditadas nesse post são livres de direitos autorais. 

Me siga nas redes:simplichique

Compartilhe: