Uma parede colorida ou com uma pintura diferenciada muda tudo: provoca sensações, modifica o estado de espírito, renova o décor. A 31ª edição da CASACOR São Paulo é prova de que o branco vem perdendo espaço. Dos 71 ambientes, 36 surgem com parede ou teto em cor vibrante. “Antes, observávamos tons mais neutros e até os arquitetos preferindo outros tipos de revestimento. Desta vez, vemos os profissionais reconhecendo a oportunidade de usar mais a tinta e até de brincar com ela, criando grafismos e geometrias. Isso é importante, porque a tinta é uma das ferramentas de transformação mais acessíveis na decoração”, pondera Fernanda Figueiredo, gerente de Cores e Comunicação de Marca da AkzoNobel Tintas Decorativas, dona da marca Coral, a tinta oficial da CASACOR São Paulo 2017. Pois é hora de se inspirar na maior e mais completa mostra de arquitetura e decoração das Américas e transformar os cômodos da própria casa. A Coral dá cinco sugestões!

1) “Mergulho Sereno” já!

Eleito a Cor do Ano pelo Colour Futures 2017 (estudo internacional de tendências de cores da AkzoNobel), o azul acinzentado “Mergulho Sereno” vai bem em todos os ambientes e revela características específicas dependendo da luz e da combinação de tons: “Com os claros, ganha um ar fresco e arejado; junto aos escuros, torna-se mais dramático”, afirma Fernanda. Foi graças a esse azul atemporal e versátil que Toninho Noronha garantiu um ar tão acolhedor à sua sala de jantar.

tinta usada na casacor

2) Azuis esverdeados em alta

Segundo Fernanda Figueiredo, da AkzoNobel Tintas Decorativas, os azuis esverdeados são tendência na decoração e estão em destaque na mostra. “São cores muito democráticas. Se combinadas com amarelo, deixam o ambiente alegre; com madeira, ficam mais clássicas”, afirma a profissional. Para ambientar a casa de um homem ligado à natureza, Mauricio Arruda optou pelo verde azulado “Joia da Coroa” – que lembra uma floresta ao entardecer – e pelo mostarda “Vaso de Bronze”, uma cor iluminada, mas com influência natural. “Juntos, os tons reforçam conceitos como riqueza, descobrimento, origem”, fala o arquiteto apresentador do programa “Decora”, da GNT. E completa: “Não existe projeto sem cor. A cor é a alma do projeto. Ela é a ponte entre os materiais e os objetos dentro do ambiente.”

tinta usada na casacor

3) Efeito ombré

“A técnica de cores em gradiente, o famoso degradê, invadiu o universo da decoração, e a boa notícia é que reproduzi-la é mais fácil do que se imagina”, sustenta Fernanda Figueiredo. O ombré de cima para baixo, partindo de um rosê-salmão até chegar a um off-white, foi a escolha de Paula Neder para sua sala íntima em estilo rústico. A intenção da arquiteta era dar um ar de aconchego, despojamento, sem abrir mão da elegância. “A cor impregna na retina e estimula sensações. Ela é essencial para criar a atmosfera desejada. No caso do meu projeto, os tons róseos refletem nas pessoas, deixando-as mais coradas, mais bonitas”, argumenta Paula. “Aliás, é importante dizer que o uso dos tons róseos de madeira – que são reconfortantes, revigorantes e relaxantes – vem despontando como uma tendência!”, adiciona Fernanda.

tinta usada na casacor

No ombré, as tonalidades devem ser intercaladas entre si, criando um efeito sombreado. “Dica importante: a porção escura do ombré na parte alta da parede gera a sensação de aconchego e reduz o pé direito. Em contrapartida, o tom escuro na parte de baixo da parede alonga o pé direito e amplia o ambiente”, alerta Fernanda. Neste tutorial, a Coral ensina o passo a passo.

4) Geometria no décor

Como afirma a gerente de Cores e Comunicação de Marca da AkzoNobel Tintas Decorativas, a geometria irregular é uma das mais modernas técnicas de pintura diferenciada em paredes. “O processo é relativamente simples, mas o impacto na decoração é enorme!”, exalta Fernanda. Para o quarto de menina, Lucy Amicón e Vanessa Irene apostaram no efeito geométrico com rosa e verde, tonalidades que propiciam leveza e harmonia. Rene Fernandes também aderiu às formas geométricas assimétricas. Para ambientar o estúdio de leitura e degustação, o arquiteto combinou tons acinzentados com o azul “Mistério do Oceano”, da Coral.

tinta usada na casacor

5) Efeito caixa

Pintar todas as paredes de um recinto de uma mesma cor forte é outra tendência em design de interiores. “O efeito caixa cria uma atmosfera totalmente nova e inusitada, e é ideal para destacar o projeto luminotécnico”, fala Fernanda Figueiredo, gerente de Cores e Comunicação de Marca da AkzoNobel Tintas Decorativas. Foi exatamente isso que fez a Triart Arquitetura em seu Estúdio +55 com o verde acinzentado “Lagoa Natural”.

tinta usada na casacor

Fotos: Denis Sitta/Reprodução

Agora é só botar a mão na massa, ou melhor, na tinta!


Tem mais Simplichique aqui:simplichique

Compartilhe: