Use pôsteres e arrase na decoração de sua casa | Simplichique
Use pôsteres e arrase na decoração de sua casa

Use pôsteres e arrase na decoração de sua casa

Pôsteres: da publicidade para a decoração de interiores

Quando se anda pela rua e olha-se para tanta publicidade exposta nas fachadas de edifícios, em outdoors, letreiros e mais, tem-se a impressão de que isso sempre foi assim.

Alguns podem pensar que a publicidade sempre existiu do mesmo jeito, o que é um erro. As tecnologias evoluem; os valores, os gostos e as necessidades das pessoas mudam; e, paralelo a isso, também as artes, chegando até a decoração de interiores.

Casa Aberta

O início da arte publicitária

No passado, não existiam computadores, não existiam televisores, não existia a maioria dos veículos de comunicação que se conhece hoje.

Nem mesmo a publicidade existia, pois esta é uma prática mais recente, que só apareceu depois de ser gerada uma série de coisas, como o jornalismo.

De fato, uma das maiores invenções do homem foi o papel. Depois, a impressão. E a partir disso surgiram os cartazes!

Cartazes ou pôsteres nada mais são do que um tipo de suporte para a publicidade. Eles são feitos em papel, fixados sempre em locais visíveis e públicos.

Quem nunca viu um filme de faroeste em que parecia um cartaz com os dizeres “procura-se”? É que era assim que antigamente as informações mais importantes eram anunciadas para a população. Muito se valeram disso também os políticos e os comerciantes.

Clarice Semerene

Um pouco sobre a história dos cartazes

Os cartazes tem muita importância para a publicidade. Eles tornaram-se um dos meios de propaganda mais utilizados na história.

Depois que o artista francês Jules Cherét desenvolveu certo sistema de cores de impressão, em 1860, as possibilidades tornaram-se ainda maiores. Várias personalidades, como Pierre Bonnarde e Toulouse-Lautrec, exploraram bastante este modelo de design – e o revolucionaram.

Paris foi pano de fundo para as primeiras  e mais impressionantes criações em termos de cartazes. Centenas de peças de divulgação de espetáculos em estilo art nouveau foram espalhadas pela cidade. Logo a arte publicitária alcançou popularidade e ganhou o mundo.

Os cartazes foram altamente estudados pelo design moderno. Na Europa, eles foram utilizados na divulgação de movimentos revolucionários, como os programas do governo soviético e do nazismo.

Alunos da lendária escola alemã Bauhaus usaram os pôsteres para testar suas ideias de vanguarda, como o futurismo e o dadaísmo. E, mesmo depois de todas estas mudanças e renovações estéticas, essa arte resistiu e sobreviveu as gerações.

Casa Aberta

O uso dos pôsteres na contemporaneidade

A publicidade, hoje, já não usa tanto os cartazes como forma de propaganda de produtos ou de serviços. Porém, os cartazes ainda são utilizados em promoções de conteúdo em escolas, escritórios, igrejas, postos de saúde e mais.

Também existem empresas que oferecem aos seus clientes pôsteres como forma de brinde ou de recordação de um determinado momento, como show de música, lançamento de livro e mais.

Pietro Terlizzi

De fato, os pôsteres ainda possuem um alto valor estético. E, por vezes, eles ganham até novas funções, como o de decorar ambientes. É que para muita gente estas peças são uma alternativa muito diferente e barata de personalizar a casa.

Sempre foi comum, por exemplo, os adolescentes colocarem no quarto cartazes com os rostos de seus artistas preferidos. Mas, agora, a tendência é outra – pode-se dizer que mais eclética e adulta.

Oliveira Arquitetura e INÁ Arquitetura

A incorporação de pôsteres na decoração de interiores

Cartazes é uma ótima opção para personalização de ambientes. Tanto isso é verdade que, atualmente, muitos designers gráficos se dedicam exclusivamente em fazer desenhos de peças assim – a mão ou no computador.

A ideia é vender ilustrações bem diferentes, próprias para todos os gostos e como objetos para decoração de interiores.

Casa Aberta

Em várias lojas de artigos para casa – físicas ou online – é possível encontrar pôsteres a venda. Alguns vêm com moldura e outros sem. Tem figuras adequadas para decoração de cozinhas, de salas, dormitórios, banheiros, varandas e mais. E há folhas tanto em tamanho A4 ou A3 – que são as mais tradicionais – quanto em outros tamanhos.

Danyela Corrêa

Tem gente que prefere pôsteres elaborados com fotografias de paisagens, em preto e branco. Outros preferem arte pop, arte em cartoon.

Bianchi & Lima Arquitetura

Têm ainda os que desejam cartazes com frases motivacionais, com figuras abstratas, mandalas, ou em padrões de folhas e flores. Mas, certamente, a tendência que está mais em alta hoje são as peças vintage ou retrôs.

Degradê DecoraçãoLucia Wjuniski

Para incorporar pôsteres na decoração de interiores não há regra. Pode-se usar apenas uma peça ou um conjunto delas em um determinado espaço. É possível colocar cartazes emoldurados apenas apoiados sobre um balcão, rack ou prateleira.

Ou ainda fixá-los à uma parede do ambiente, em conjunto com outros quadros, molduras e até espelhos. Esta é uma opção perfeita principalmente para salas e quartos!

Pietro Terlizzi

Com as informações apresentadas neste texto, você passou a conhecer os melhor os pôsteres. Entendeu como eles surgiram, como foram usados pelos publicitários na promoção de informações, e como eles podem contribuir para a decoração de interiores.

Agora é vez de pensar se esse tipo de peça de design pode ajudar na personalização da sua casa! Que tal começar agora?

Estas dicas de decoração com pôsteres foram criadas pelas equipe Viva Decora.

Este post tem 4 comentários

  1. Gostei mais não sei por onde começo aqui na minha casa…..

    1. Vou dar uma sugestão, Andrea: comece pela sala, é o ambiente mais fácil de decorar com pôsteres. Aproveite o espaço acima do sofá ou alguma parede de destaque no ambiente, para fazer uma composição.

  2. Gostei ! Sou doida pra fazer uma composição assim na parede atras do sofa! Queria algo cool, moderninho com classico! Mas nao sei fazer!

Deixe uma resposta