Feirão de imóveis: facilidade ou cilada? | Simplichique
Feirão de imóveis: facilidade ou cilada?

Feirão de imóveis: facilidade ou cilada?

Depois de tomar a decisão de enfim começar a concretizar meu sonho de ter um apartamento pra chamar de meu, pensei cá comigo: ‘por onde eu vou começar?’. Foi aí que eu me meti em uma cilada, mas que no fim acabou tendo um lado bom. Fui a um Feirão Imobiliário!

Vou ser logo bem franca: não feche negócio no feirão. Vou explicar por A+B porque isso não é bacana. Cheguei no Centro de Convenções onde acontecia o evento e assim que entrei já fiquei completamente sem saber o que fazer. Era tanta coisa, tanto stand, banners, maquetes, painéis, modelos em pose de balé… vixe! Me senti como um cachorro quando cai do caminhão da mudança!

feirão de imóveis 1Imagem: via

Dei uma circulada geral primeiro, para ver quais construtoras estavam participando, dar uma olhada por cima no que estava exposto, pegar uns folders. Com 10 minutos de evento eu já tinha 18 panfletos (não olhei metade). Depois me sentei pra respirar e focar: o que é que eu estou procurando?

Tenha um foco

Se você não tem um foco ainda, saiba que não vai ser no feirão que vai conseguir um. Seja pelo bairro onde quer morar, pelo valor que tem condições de investir (esse é um foco importante!), ou até por uma construtora na qual você confia mais, sua pesquisa pelo imóvel tem que começar se baseando em alguma coisa. Se você for sem nenhum foco, vai perder tempo, ficar confuso e sair de lá sem nenhuma decisão.

post feirao2Foto: Ana Lícia Menezes

Como eu já sabia mais ou menos o que eu estava procurando (conto em outro post como eu organizei na minha mente o imóvel dos sonhos), passada a avalanche de panfletos e informações ao chegar lá no feirão, me concentrei no que eu queria e fui aos stands que atendiam meus critérios.

Pergunte tudo

E esse é o principal conselho que eu dou: pergunte tudo e mais um pouco. E quando achar que já está sendo inconveniente, continue perguntando! Embora eu sempre tenha esse costume como boa jornalista, sou totalmente leiga no ramo de imóveis, claro, então ia cair numa bela cilada. Apesar de eu ter questionado tudo sobre formas de pagamento, impostos, plantas, prazos, estrutura, quantidade de vagas de estacionamento, localização, materiais utilizados, tipo de elevador, envolvimento da construtora em CPIs, e tudo que você puder imaginar, ia comprar gato por lebre!

Fiquei encantada com o apartamento, com o condomínio, com tudo. Mas alguns dias depois quando estive no stand de vendas da empresa montado no local da obra, descobri que o corretor do feirão ia me vender, caladinho, um apê virado para o lado do sol! Gente, talvez isso não pareça grande coisa, mas estamos falando de Nordeste – Sergipe – Aracaju – calor de matar. Ponto.

Conheça os locais

Reduzi ao máximo a minha lista de opções, e saí do feirão com dois apartamentos no coração. Nenhum dos dois sonhava em ser construído ainda, só tinha placa (um dos meus critérios era que fosse um imóvel ainda na planta), mas fiz questão de ir olhar com meus próprios olhos onde era, como chegava, o que tinha na vizinhança. Um deles eu rodei, rodei, me perdi e não achei! Ou seja, fora de cogitação!

feirão via-laranjeiras-voo-geralImagem: via

As facilidades

Mas os feirões não são só uma tentativa desesperada de atrair as pessoas iludidas pelo sonho de um lar. Muitas construtoras e imobiliárias sabiamente levam boas promoções e muitas facilidades, principalmente de pagamento. Algumas realmente valem à pena, mas é preciso estar bem atento pra não se deixar seduzir “só” por isso.

Feirão-da-Caixa-Uberlândia-MG-2014-01Imagem: via

Uma amiga, quando comprou o dela em outro feirão desses, ‘ganhou’ diversos eletrodomésticos da cozinha… massa, né?! Mas lembro que o preço acabou saindo alto – eles demoraram infinitas eras para serem entregues! Então nem sempre as vantagens são tão boas assim. O imóvel que eu queria (aquele tal virado para o sol) tinha um desconto de 3% se comprado lá no feirão. Mas acabei não fechando negócio lá, e sim no stand de vendas, onde consegui pechinchar um desconto ainda maior e comprei um virado para a sombra, bem fresquinho, de frente pra uma pracinha fofa que está sendo construída também!

No fim das contas, o feirão até serve pra te dar uma luz, mas fechar o negócio ali, assim de repente, talvez não seja a melhor opção. É fundamental pensar com calma e analisar todos os aspectos!

Banner mari


Tem mais Simplichique aqui:

Este post tem um comentário

  1. Oi Manu, então digamos que eu tive pura sorte.
    O meu ap foi comprado em feirão e ganhei um desconto muito bom. Hoje alguns meses depois ele está a venda por um valor bem maior.
    A localidade é ótima e bem tranquila, em um bairro afastado da cidade de onde eu moro, Itajaí – Sc..
    Estou super ansiosa pra entrar nele logo, mas claro, ainda vai demorar um pouco pois está na planta…aliás, está subindo já! Hehehehe
    Beijinhos!

Deixe uma resposta