Imagine a cena: mulheres manuseando ferramentas elétricas, fazendo reparos hidráulicos e elétricos básicos, pintando paredes… assim é o Mulheres à Obra, que fez o maior sucesso no ano passado (lembra de quando falamos dele aqui?).

Não é à toa que ele chega em sua terceira edição, com cinco aulas diferentes, criado pelo Palácio da Ferramenta, no Rio de Janeiro. E por trás dessa logística, está Emanuela Fidelis, de 34 anos. Bonitona e feminina, se apresenta maquiada e com unhas feitas, e tem o objetivo de ensinar mulheres a utilizarem ferramentas elétricas, assim como a solucionarem pequenos reparos domésticos cotidianos.

E essa paulistana acredita, piamente, que lugar de mulher também é na obra ou nos reparos domésticos. Com formação Acadêmica e Técnica em Saúde e Segurança do Trabalho e Organizadora de Eventos, sua paixão por ferramentas surgiu quando começou trabalhar em uma multinacional que fabricava ferramentas.

mulheres a obra curso

No fim de 2016, recebeu de Isabel Gomes, diretora de marketing da tradicional loja Palácio da Ferramenta funcionando, há 47 anos, no Centro da Cidade, a incumbência de alinhar os cursos Mulheres à Obra. O projeto surgiu para homenagear as mulheres no mês delas, alusivo ao Dia Internacional da Mulher, que é celebrado em 8 de marçoA primeira edição foi em março de 2017 e fez tanto sucesso que logo se programou a segunda, realizado em setembro; foram, ao todo, mais de 250 participantes.

mulheres a obra curso

Emanuela, assumidamente uma mulher empoderada, que mora sozinha e trabalha com ferramentas, tem autonomia para resolver pequenos problemas domésticos, tais como: trocar botijão de gás, resistência de chuveiro, montar e desmontar móveis, pintar parede, entre outros. Então quando viu a possibilidade de ajudar outras mulheres, para ela foi o máximo: “O que tinha eram apenas homens dizendo que não éramos capazes, por longos anos a mulherada internalizou isso e tomou como uma verdade”, afirma.

Ela garante que os cursos são incríveis e nas aulas práticas, logo que pegam nas ferramentas, uma vai ensinando a outra, e ela se realiza com isso. Na verdade, fica encantada com a evolução das outras mulheres e vem a certeza que o projeto veio romper barreiras.

mulheres a obra curso

E não pense que é só uma aventura! As empresas já descobriam o grande potencial delas e muitas já oferecem ao mercado, ferramentas variadas, menores, leves e acredite, em cores rosas.

“Eu gostei muito da iniciativa do projeto, que além de promover a inclusão das mulheres em uma área um tanto quanto masculina, nos permitiu vencer nossos medos. Medos esses que já vêm enraizados em nossa sociedade há muito tempo. Pode parecer algo bobo mas não é, o medo de ferramentas nasceu junto com um patriarcado onde as mulheres não poderiam desenvolver sua autonomia. Esse curso é uma forma de liberdade e autogestão onde nossos medos possam ser superados junto com a força de que a mulher é livre e tem capacidade de fazer o que quiser! Obrigada.” – Izabelle Santos, 23 anos (aluna da primeira edição).

mulheres a obra curso

CONFIRA A AGENDA DE CURSOS:

  • 03 e 10 de Março (das 09:30 às 14:00h): Como manusear ferramentas elétricas
  • 17 de Março (das 09:30 às 14:00h): Como fazer reparos hidráulicos básicos
  • 24 de Março (das 09:30 às 14:00h): Como fazer reparos elétricos básicos
  • 07 de Abril (das 09:30 às 14:00h): Como pintar paredes

A inscrição tem o valor simbólico de R$ 50,00. Na verdade, esse valor vira um voucher para ser utilizado na loja. Um dia todo só para mulheres, com dicas e orientações para utilizar diversas ferramentas. Elas ainda ganham alguns mimos como camiseta, bandana, coffee break e participam do sorteio de ferramentas.

mulheres a obra curso

INFORMAÇÕES DO MULHERES À OBRA:

  • Local: Escola Técnica Centro Rio
  • Endereço: Rua Camerino, 130 / Centro
  • Datas: de 03 de março a 7 de abril
  • Horários: das 9:30 às 14h
  • Inscrições no site: www.palacio.com.br

Crédito das fotos: Memória Lúdica

Compartilhe: