Redes e cadeiras de balanço para decoração de varanda

Redes e cadeiras de balanço para decoração de varanda

Redes e cadeiras de balanço são sinônimo de descanso! E peças de decoração como estas podem ser capazes de nos fazer lembrar de dias felizes de nossas férias! Não seria maravilhoso?

E se no presente momento você não pode ter mais daquela “sombra e água fresca” que tinha há poucos dias atrás, pelo menos um bom local para o seu descanso de corpo e mente você pode providenciar, não é mesmo?

Como usar redes na decoração de varanda

O legal das redes e cadeiras de descanso é que elas podem ser adaptadas a qualquer ponto da sua casa, tanto ambientes internos quanto externos – desde que combinadas com a proposta de decoração que você escolheu para o seu imóvel, é claro!

redes na varanda
Projeto: Adriana Barbosa

Em varandas ou sacadas, por exemplo, peças assim podem ser posicionadas bem de frente para a vista da cidade ou de um jardim existente do lado de fora do da casa.

decoração de varanda com redes
Foto: Miro Martins

Também é interessante que elas fiquem voltadas para um conjunto de sofás, poltronas e bancos, visando à interação entre todas as pessoas que estiverem no ambiente.

E estes elementos podem parecer formar um conjunto se tiverem algum traço estético em comum, como terem a mesma cor ou remeterem a um mesmo estilo de design.

redes coloridas na decoração
Projeto: Studio Cris Paola

Quanto maior for o espaço, mais estes acessórios de decoração podem ajudar a preencher, com beleza e funcionalidade, cantinhos vazios, criando uma opção de área de descanso para você e sua família.

E dependendo do design, materialidade e cor que tiverem, ficarão em evidência no olhar, dando à casa um ar de férias – já que a sua imagem sempre estará ligada ao clima de praia ou de fazenda, destinos mais procurados no verão pelos brasileiros!

redes individuais
Projeto: Marcela Madureira e Ana Guedelha

Materiais e modelos das redes 

Para começar, você precisa saber que os primeiros modelos de redes confeccionados em solo brasileiro foram criados pelos povos indígenas. É mesmo!

Na época, estas peças eram feitas de cipó. Acredita?

Mas depois que a Família Real Portuguesa veio para cá, a técnica foi adaptada…

 …sendo as novas redes tecidas em algodão e enfeitadas com franjas – bem parecidas com aquelas que conhecemos hoje em dia!

decoração de varanda fechada
Foto: Houzz/Divulgação

Só que agora já podemos ver, nas lojas, modelos em outros materiais e em diversas cores e até estruturas bem ousadas, tipo aquelas mais sofisticadas, com estrutura de madeira e metal.

Como bem sabemos, os povos brasileiros do norte e nordeste – minha terra amada – são os que mais apreciam e fazem a utilização das redes em suas residências, muitas vezes colocando estas peças no lugar das tradicionais camas de quarto.

E, olha… que coisa boa para a coluna! Só quem experimentou deitar numa rede pode descrever a sensação!

Contudo, é claro que não são apenas os nortistas ou nordestinos que adoram as redes. De um modo geral, é todo o povo brasileiro!

Prova disso é que estas peças de decoração sempre podem ser vistas em casas de férias – aparecendo, sobretudo, em cantinhos de varandas, sacadas ou sob pergolados.

E as redes podem fazer parte da decoração da sua casa também, dando à varanda do seu imóvel um visual mais leve, confortável, descontraído e até romântico!

decoração de varanda de apartamento
Projeto: Vivi Visentin

Instalação das redes de balanço

Bem, quanto às redes, antes de tudo, certifique-se de que a estrutura da sua residência realmente permite a instalação dos ganchos de sustentação das redes. E verifique, antes de sair furando as paredes de casa, se nos locais escolhidos para a fixação dos ganchos de redes também não passa canos! Ok?

Às vezes, quando se percebe que a parede não suporta muito peso, considera-se fixar estes ganchos, com todos os seus parafusos e buchas, no teto. Mas tudo depende se isto vai ou não comprometer a estrutura da casa!

redes na sacada
Projeto: Alvorada Arquitetos

Em espaços pequenos assim, é melhor ter redes de solteiro ou tipo americanas, para só uma pessoa. 

E elas nem precisam ficar abertas o tempo todo, sendo mantidas penduradas em apenas um gancho, recolhidas, mantendo a área mais livre para a circulação no dia-a-dia.

Não instale nenhuma rede em um caminho ou uma rota de passagem constante de pessoas! Combinado?

Cadeiras de balanço na decoração de varandas

Bem, já falamos muito sobre redes, e que tal falar agora sobre cadeiras de balanço? Será que esta é uma ideia muito doida para decoração de casas? O que pensa sobre isto?

Pois saiba que as cadeiras de balanço fazem parte de uma tradição de longa data na arquitetura e design de residências – desde o século 17 -, e agora voltaram à moda!

cadeira de balanço eames
Foto: Blog Decoração de Casa

Mas que tipo de cadeira poderia ser classificada como ‘de balanço’?

Bem, seria aquele cujas sustentações ou “perninhas traseiras e dianteiras” estariam ligadas por uma estrutura curva, que permite que o móvel oscile para frente e para trás, com o balançar do nosso corpo. Acho que deu para entender, não?

Parece coisa de vovó; porém, pelo contrário, pode dar um toque jovial às decorações de interiores!

decoração de área externa com cadeira de balanço
Foto: Casa e Festa

Enfim, é mais um modelo maravilhoso de cadeira que você pode considerar para a decoração da varanda da sua casa, visando um melhor descanso e relaxamento!

Principais modelos de cadeiras de balanço

Os modelos tradicionais de cadeira de balanço são aqueles de linhas mais curvas, em madeira e metal – às vezes, contando com revestimento de tecido também. 

Mas os modelos minimalistas, sem muitos detalhes e linhas puras, são os melhores para a decoração contemporânea de varandas.

varanda com cadeira de balanço minimalista
Foto: Decor Fácil

Existem cadeiras de balanço modernas de plástico, acrílico ou fibra sintética. E também peças em madeira, num visual mais natural – perfeito para varandas fechadas e protegidas das chuvas.

Mas a aposta mais atual são aquelas cadeiras com um visual vintage, ou seja, antigas. Algo assim, colocado frente a uma composição repleta de itens de traços modernos, cria um mix perfeito, muito interessante ao olhar!

Pode ser até que as peças que você recebeu de herança da sua família sejam as suas maiores queridinhas de decoração! Repagine estes móveis e, se possível, cubra-os com muita cor e estampas florais. Tenho certeza que ficará lindo!

cadeiras de balanço
Fotos: Larson Rustic Home Furnishings e Knox Upholstery

Cadeira suspensa para decoração de varandas

Já outro modelo bem peculiar de cadeira de balanço é a cadeira suspensa.

Esta é, talvez, a alternativa mais arrojada, lúdica e divertida que você pode ter para a decoração da varanda da sua casa! Mais uma ótima pedida para os momentos de descanso!

cadeira suspensa na sacada
Projeto: Bruno Carvalho e Camila Avelar

É um tipo de balanço bem diferente, quase como aqueles que encontramos nas pracinhas infantis, sabe? Seu charme maior está no fato de ficar preso no teto ou em uma estrutura independente que o faz ficar no ar, longe do piso.

O modelo de cadeira suspensa mais famosa e sofisticado é o chamado de “bubble”. Ele é redondo e costuma ser vendido em material transparente, lembrando uma bolha de sabão.

cadeira bubble na varanda
Projeto: Luciana Tomas

Também existem as cadeiras suspensas tipo rede, feitas artesanalmente de macramê e crochê. E aquelas feitas de trançado de vime ou cordas náuticas.

decoração com cadeiras suspensas
Fotos: Ok Magazine e Lindye Galloway Interiors

Todas estas devem ser presas no teto, com materiais que garantam a segurança do usuário. Na dúvida, sempre siga as instruções dadas pelos fabricantes!

Então, o que achou destas propostas de acentos bem diferentes para colocar na decoração da varanda da sua casa?

A folga de verão está quase acabando, mas não fique triste! Use as imagens que nós apresentamos neste artigo como fonte de inspiração para transformar o visual de ambientes do seu lar, recriando aquele belo cenário de férias e estendendo este prazer de vida para o ano inteiro!

Deixe uma resposta