You are currently viewing Como usar sofás estilo vintage em salas modernas

Como usar sofás estilo vintage em salas modernas

Como usar sofás vintage e deixar sua sala cheia de estilo

As coisas no presente parecem tão confusas, não é mesmo? Em parte, é porque temos muitas opções a nosso favor. Quando desejamos renovar os ambientes da casa, por exemplo, quase nem conseguimos decidir entre tantas alternativas de móveis. 

Nos deparamos com artigos bem diferentes, como os sofás vintage, por exemplo, e nos perguntamos “Quais as razões de se voltar ao passado se o nosso destino é o futuro?”, “Faz sentido isso para uma decoração moderna?”.

Bem, na verdade, mais do que podemos imaginar. É que, quando olhamos para trás, temos a chance de relembrar tudo de bom que o ser humano já criou – as mais lindas obras de design e arquitetura. 

Também nos recordamos das fases felizes que tivemos e que, agora, só podemos resgatar minimamente através da decoração de nossa casa. Fora isso, os projetistas de interiores defendem que contrastar o novo com o antigo é um conceito bem atual. Saiba mais.

Por que contrastar o novo com o antigo em propostas de decoração?

O que você classificaria como moderno?

As pessoas geralmente têm muita dificuldade em definir este conceito. É atual o que é pensado hoje olhando para o presente e futuro. Mas por que ignorar o que já foi feito de bom no passado? 

Podemos, sim, tornar algo já bastante “batido”, já muito utilizado antes, na moda outra vez. Além disso, as tendências vão e voltam. De repente, itens herdados ou garimpados fazem total sentido em novas decorações.

Claro que a ideia não é fazer a casa ser um museu, fazendo-nos sentir como transportados para o passado. Se queremos fazer uma decoração contemporânea dentro de casa, precisamos equilibrar as coisas. 

É até mais coerente não lotar os cômodos de móveis e ornamentos antigos. O melhor seria completar os cenários com peças modernas e deixar em evidência, em recantos especiais, aqueles itens antigos, de valor inestimável.

Podemos utilizar esse tipo de coisa para somar mais estilo e personalidade a decoração da casa. E justamente ao fazer esse contraste é que conseguimos deixar os ambientes mais interessantes, destacando o que há de mais bonito neles. 

Por exemplo, um sofá cheio de gomos, colorido e em linhas arredondadas ganha evidência ao lado de móveis de linhas simples, lisos e em cores neutras, se tornando um ponto focal da sala. 

Agora, é importante que todos estes contrastes – novo e antigo, colorido e neutro, e mais – façam sentido na decoração, como contar uma história. 

Podemos pegar uma peça do passado e juntar com outras modernas manipulando o espaço para ele parecer atual e, ao mesmo tempo, remetendo a um estilo de vida anterior, com um viés mais clássico, por exemplo. Este é o sentido alegre da decoração de interiores.

Qual o significado de ‘design vintage’?

Ao folhear revista de decoração, você irá se deparar bastante com dois termos ‘vintage’ e ‘retrô’. Eles fazem relação a dois estilos diferentes de arquitetura, design e decoração. Apesar das semelhanças, eles não são iguais. 

Contudo, na prática, são administrados quase da mesma maneira durante a concepção de projeto. Isto porque, ambos, fazem relação a ambientes com detalhes que remetem ao passado.

O design retrô é praticado do seguinte modo, quando os pesquisadores se inspiram em itens do passado. Junto da tecnologia atual, criam peças que parecem antigas, mas que oferecem toda a praticidade, conforto e beleza que a vida contemporânea pode oferecer. 

Diferente do design vintage que, na verdade, recorre a itens realmente antigos, sobretudo do início do século passado, para incrementar as novas decorações elaboradas.

Características do móveis vintage

Os termos ‘vintage’ e ‘retrô’ também podem ser utilizados para diferenciar peças de design de épocas específicas. Respectivamente, o vintage, como dito antes, se refere muito mais ao período entre os anos 10 a 30, bem na época de vanguarda para o modernismo. 

Enquanto o retrô muito mais aos anos 40 a 60 ou 70. É quase um século de memórias que, óbvio, expressam a história através de traços, cores e texturas diferentes.

Os artigos em estilo vintage, em especial, nos transportam pelo menos por mais de vinte anos atrás. As peças autênticas estão cada vez mais raras, por isso são bastante valorizadas em propostas de interiores. 

O aspecto têxtil é bastante marcante, assim como a modelagem e acabamento de móveis. ‘Original’ e ‘expressão cultural’ são as palavras-chave desse tipo de decoração. Por exemplo, um clima militar ou pin up feminino.

Sofás vintage podem apresentar cores como branco, preto, dourado, marsala e verde musgo. Muitos modelos são revestidos com tecidos nobres, como couro e veludo. As espumas são mais firmes. 

Em casos mais raros são acompanhados de almofadas ou puffs com estampas tipo xadrez, flores e listras. E ainda podemos destacar os lindos pés e molduras que muitos sofás desses apresentam.

Como combinar sofás vintage em salas modernas?

Vale muito a pena investir em sofás vintage para casa; e combinar essas peças com outros móveis modernos pode ser uma decisão muito bem acertada. É óbvio, pelo valor do seu design, que não podem ficar de lado nas salas, mas em destaque. 

Inclusive, seria muito bom manipular a iluminação artificial no local da instalação para aumentar este destaque. 

O legal é que espaço não é problema para quem quer investir em estilo, pois existem ainda muitos bons remanescentes do estilo vintage em tamanhos diferentes. Sofás menores podem ser utilizados como divisória junto de mesinhas e aparadores. 

Já em salas maiores, podemos usar sofás vintage acompanhados de poltronas É importante que haja alguma conexão entre estas peças, ao mesmo tempo que um contraste com as demais, modernas.

Gostou dessas ideias de decoração? Então, vamos lá, troque os sofás de sua sala!

Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.

Deixe um comentário