No começo do mês, tive a oportunidade de visitar a Feicon Batimat, uma feira que é referência internacional no setor de Construção e Arquitetura, e vi uma novidade que achei interessantíssima para compartilhar com vocês. Trata-se de um processo construtivo sustentável – o Ecogrid – desenvolvido pela LCP Engenharia e Construções, que usa poliestireno expandido (uma espécie de isopor) na construção de casas.

É isso mesmo: casas que são construídas com uma espécie de isopor! Dá para acreditar?

ecogrid construção sustentável

E se engana quem pensar que o material é frágil ou inadequado para erguer uma construção. Com essa tecnologia, é possível fazer não apenas paredes, mas também lajes e piso de uma maneira muito mais rápida, limpa e totalmente segura.

ecogrid construção sustentável

ecogrid construção sustentável

Como funciona o processo construtivo Ecogrid?

O sistema SCIP, utilizado no processo Ecogrid (leia mais sobre ele aqui), é composto por um painel feito com estrutura de EPS (poliestireno expandido) abraçado por uma malha de ferro galvanizado, formando um sanduíche com treliças de aço soldadas em estrutura 3D com ambos os lados do painel.

ecogrid construção sustentável

Imagem: Reprodução / Arte: LCP Engenharia e Construções

Essa é a estrutura básica que se usa na obra, e o processo segue a mesma sequência de uma construção convencional, mas com algumas diferenças. Entenda:

1ª etapa: montagem dos painéis

É feita uma fundação de concreto e a montagem dos painéis, revestidos no local com 1 polegada (25 mm) de cimento CP3, um cimento ecológico, em ambos os lados para formar um painel composto.

2ª etapa: instalação dos conduítes

Os conduítes são inseridos no espaço entre a espuma e a malha de ferro galvanizado, através de uma abertura (sulco) feita no poliestireno expandido por projeção de calor, que evita quebras e não gera resíduos.

3ª etapa: fixação dos painéis

Os painéis são ligados uns aos outros com grampos de aço de alta resistência (não é utilizada argamassa) e as aberturas de portas e janelas podem ser cortadas antes ou depois que os painéis forem erguidos.

4ª etapa: jateamento de argamassa

Os painéis são cobertos com argamassa projetada em ambos os lados, criando um painel rígido e estrutural, com resistência superior aos métodos tradicionais de construção.

5ª etapa: acabamento final

Uma vez finalizadas, as paredes estão prontas para pintura ou receber qualquer finalização. Tanto na parte externa ou interna da construção, pode ser utilizado qualquer tipo de acabamento.

No vídeo abaixo, produzido pela LCP Engenharia e Construções para a Design Weekend SP 2013, dá para visualizar todo esse processo passo a passo, desde a fixação dos painéis já prontos para instalação até a colocação das lajes, também no mesmo material. Confira!

É importante ressaltar que a construção exibida no vídeo era para uma mostra de design e, por isso, vocês podem ver a estrutura interna inacabada. Isso foi proposital, para que o visitante pudesse conhecer e visualizar o sistema construtivo. Numa obra acabada, se ninguém disser que aquela casa foi feita com o Ecogrid, você nunca vai saber, porque o aspecto final é idêntico a uma casa tradicional feita com tijolo e cimento.

Vantagens e benefícios do Ecogrid

Apesar de ser visualmente idêntica a uma casa comum, as vantagens de usar o Ecogrid na sua construção são infinitamente maiores.

ecogrid construção sustentável

ecogrid construção sustentável

A tecnologia não é um protótipo; ela já está sendo usada, de fato. A casa abaixo foi construída com o sistema Ecogrid. É uma residência com andar superior, totalmente feita da maneira descrita nesse texto.

ecogrid construção sustentável

Imagem: LCP Engenharia e Construções

Já imaginou morar numa casa construída assim? O meio ambiente e nosso planeta agradecem! Sem falar que sua obra será muito mais rápida, limpa e o melhor de tudo: barata.

Vale a pena enriquecer a leitura sobre o Ecogrid no site da LCP; basta clicar aqui.


Tem mais Simplichique aqui:

Compartilhe: