Proteja-se dos mosquitos com muito estilo!

Essa época do ano é a queridinha dos mosquitos: chove muito e está sempre quente, condições ideais para que eles se reproduzam. Todo cuidado é pouco na hora de se prevenir contra esses insetos, principalmente os transmissores de doenças, como a dengue, a chicungunha e até a elefantíase.

Tenho certeza de que todos os leitores do Simplichique sabem como evitar a reprodução de mosquitos, mas não custa relembrar algumas formas: não deixar água parada em vasos, pneus e garrafas vazias, cobrir sempre caixas d’água com tampa, colocar areia nos pratinhos dos seus vasos e floreiras e por aí vai.

Aí você deve estar se perguntando: mas que diabos tudo isso tem a ver com esse blog?

Muita gente tem o costume de fechar a cama com mosquiteiros para impedir o ataque desses insetos e é aqui que entra o assunto do post. Com o passar do tempo, o mosquiteiro também ganhou status de item decorativo e, como ultimamente eles têm feito a festa em boa parte do país, trouxe algumas ideias de como usar o mosquiteiro de uma forma mais charmosa, trazendo um pouco mais de estilo pra sua casa.

mosquiteiro 01

mosquiteiro 02

mosquiteiro 04Imagens: 12345

Por ter essa função de proteção, os mosquiteiros são muito usados em berços e camas infantis e quando personalizados, ficam mais bonitinhos ainda. Uma ótima oportunidade pra quem curte um “faça-você-mesmo”!

mosquiteiro 03---
mosquiteiro 04

mosquiteiro criança 03Imagens: 12345

Mosquiteiro x Dossel

Muita gente acha que mosquiteiro e dossel é a mesma coisa, mas não é bem assim.

Os mosquiteiros são tecidos finos pendurados em cima de camas, sofás, colchões ou qualquer outro tipo de leito. Geralmente, são confeccionados com tecidos de trama mais aberta para que possibilitem a circulação do ar em seu interior, mas que não permitam a passagem dos mosquitos. Porém para que ele cumpra sua função, é preciso que seja totalmente fechado, de cima a baixo. Qualquer aberturinha mínima que seja é uma porta de acesso pra eles. E digo por experiência própria: os pernilongos (que eu e todos os nordestinos chamamos de muriçocas) sabem entrar por buraquinhos minúsculos, mas não sabem sair de jeito nenhum.

Já o dossel é uma estrutura onde se penduram cortinas em cima de camas, geralmente por quatro pontos, e que, além do valor estético, serve para dar privacidade ao usuário, quando fechadas. É muito comum encontrar camas com dossel em hotéis e pousadas em cidades praianas porque eles dão um ar de leveza e aconchego ao ambiente, mas como ele quase nunca é 100% fechado como os mosquiteiros, não cumpre muito bem a função de evitar a aproximação dos mosquitos.

mosquiteiro x dosselImagens: 12

Originalmente, o dossel surgiu na Europa medieval como uma forma de aquecer os leitos da realeza usando tecidos mais encorpados, como os veludos. Também garantiam privacidade naquela época em que era comum homens da nobreza terem amantes dentro do próprio castelo. Podemos encontrar referências ao dossel medieval como “baldaquinos”, mas estes eram usados ainda em tronos (já viram nos filmes aqueles panos vermelhos com detalhes dourados nos tronos reais, formando uma cabaninha?).
Bem, depois dessa mini aula de História, vamos conferir algumas inspirações de dossel?

dossel 01--

dossel 02--

dossel 03--Imagens: 123456

Você pode improvisar um dossel prendendo a estrutura no teto, se não tiver como pendurá-la diretamente na cama. O efeito é muito bonito e, dependendo do tecido que for utilizado, confere um ar de sofisticação, para tecidos mais nobres como o linho, ou de descontração, no caso de tecidos mais simples. O voal é uma boa pedida nesse caso porque ele tem um caimento interessante, é super levinho e é um tecido barato.

dossel teto 01--

dossel teto 02Imagens: 123

Quem aí se animou para decorar o quarto com um dossel ou para se proteger dos pernilongos mega chatos com muito estilo?

Deixe uma resposta